Sem Travas

Essa não!


Hoje a coluna Visor, do DC, diz que o candidato ao governo pelo PSD, Gelson Merísio, defende que policiais deveriam poder, em seus horários de folga, prestar serviços a empresas, usando fardas e viaturas, em parceria com a PM.

Absurdo!

A PM reclama de falta de contingente e, principalmente de viaturas e outros equipamentos. Agora, Merísio quer que essa estrutura seja usada em parceria público-privada, em que o policial trabalharia nas horas de folga. Quais os efeitos visíveis?

1 – Descontrole funcional da PM
2 – Margem a irregularidades ou, em outras palavras, corrupção.
3 -  Policiais passariam a trabalhar e não a descansar.

Essa proposta de Merísio serve unicamente como alternativa para o governo não dar mais aumento aos policiais.

  • SALTO DE QUALIDADE

Florianópolis esperou muito pelas melhorias do seu aeroporto, mas valeu a pena, pelo fato de o terminal cair nas mãos de uma empresa europeia. Por sorte, a Operação Lava Jato afastou da licitação dos aeroportos as empreiteiras que só maquiavam terminais. A Zurich, que vai administrar o Aeroporto Hercílio Luz, tem uma visão internacional e é capaz de dotar Florianópolis de uma infraestrutura aeroportuária de qualidade.

Não pense que haverá aumento de pista para aviões de carga, de maior porte. A região não concentra indústrias de grande porte e as de tecnologia exportam produtos leves e importam matéria-prima que também constituem cargas pequenas.

Só resta saber se haverá melhorias no Hercílio Luz já para a próxima temporada.

  • A GIGANTE CAI NA MALHA

A JBS, que teve executivos detidos ontem pela Polícia Federal, foi criada em Goiás em1953 e hoje tem empresas em muitos países. É uma das empresas que mais dão dinheiro para partidos nas eleições, com os devidos registros no Superior Tribunal Eleitoral. Em 2014, a JBS deu R$ 491 milhões para 16 partidos. Aécio Neves é um dos beneficiados. Em Santa Catarina, a JBS comprou as marcas Seara e Agrovêneto.

  • CRUZADA CONTRA A CORRUPÇÃO

A Operação Lava Jato tem produzido um efeito multiplicador no combate à corrupção. Todas as semanas, novas operações levam empresários, funcionários públicos, contabilistas, etc. etc. à prisão. O oceano de corrupção no Brasil é assustador. Muitas cidades brasileiras estão empobrecidas, com seus planos diretores abandonados, justamente pela conivência financeira de servidores na facilitação de alvarás a empreiteiras.

É necessário que as operações estaduais e municipais sejam energizadas para que a cruzada contra a corrupção alcance todos os segmentos da Nação.

  • AGUARDAR PARA VER

A informação da rádio CBN nacional, de que o nome do governador Raimundo Colombo está na lista de Janot, constitui um mistério porque não houve, até agora, esclarecimento convencível de que a Odebrecht concedeu dinheiro ao PSD para campanha do governo, como também a empreiteira não faz parte de nenhuma obra em Santa Catarina. A suposta venda da Casan também não ocorreu, embora a Assembleia Legislativa tenha aprovada a negociação de 49% das ações da empresa.

Por outro lado, o procurador da República, Rodrigo Janot, não iria colocar o nome de Raimundo Colombo na lista sem uma razão fundamentada. Logo, é preciso aguardar para se conhecer inicialmente o teor da acusação. Janot pede para que o Superior Tribunal de Justiça encontre justificativa para processar Colombo, sinal de que prevalecem as incertezas.



Receba Novidades da
Making Of por email! Cadastrar email