Sem Travas

Basta, presidente!


É muito mais fácil para o presidente Temer dizer que o Brasil vai quebrar se a reforma da previdência não passar, do que o seu Governo parar de beliscar 30% do dinheiro do INSS para tapar buracos no seu orçamento.

Incrível! Prevalece a informação de que a previdência é deficitária, mas nem a imprensa consegue mostrar uma radiografia exata do seu orçamento. O Governo consome 30% do que o INSS arrecada e mais de 15% dos previdenciários não estão em dia com pagamento de suas contribuições.

Mas o governo prefere torturar a Nação com a frase surrada e agressiva: “o Brasil vai quebrar se não passar a reforma da previdência”.

Antes de reformar a previdência, senhor presidente, reforme o Brasil, com uma legislação política capaz de acabar com a inflação de partidos e reduzir os custos dos palácios e de seus inquilinos.

  • VAMOS TORCER

Será que desta vez alguém vai adquirir a concessão do aeroporto Hercílio Luz, cuja concorrência realiza-se em São Paulo?  Vamos torcer para que haja interessados  para o governo não ter que o devolver à Infraero. Dos quatro aeroportos em leilão, o de Florianópolis é o que apresenta menor movimento. Em 2016, foram 3,5 milhões de passageiros e 44.250 pousos e decolagens. O de Porto Alegre apresenta o maior movimento, mas é o que custa menos para o investidor.

Vamos aguardar!

  • ALIVIADO

O governador Raimundo Colombo soltou a respiração ontem à tarde, quando teve a confirmação de que realmente seu nome não estava na Lista de Janot. É oportuno observar que a denúncia não acusa Colombo de ter recebido dinheiro e sim o seu partido.

  • TAÍ A OPÇÃO

De um irônico cidadão que um dia já foi deputado: “Por que Raimundo Colombo não aproveita o clima e privatiza as secretarias regionais?” Com certeza, o PMDB iria dar o lance mais alto na licitação.

  • PARADOXO

O Governo do Estado fecha a metade das centrais de atendimento do SUS para economizar R$ 20 milhões por ano. No entanto, as secretarias regionais custam mais do que isso.

  • JÁ NOTARAM?

O prefeito de São Paulo, João Dória, está programando um voo eleitoral bem mais alto. Passou a figurar em páginas sociais de jornais da maioria dos estados, inclusive de Santa Catarina. Hoje na página do Whats Up, do DC, ele se destaca na foto principal.

Dória foi mordido pela mosca azul e quer ser candidato a presidente da República em 2018. Pode?

  • ASSIM NÃO DÁ

Não se discute que a reforma do ensino médio foi um avanço, até porque estava estagnado. Mas, não justifica implantar uma reforma sem antes conhecer a estrutura das escolas. Manter o aluno em tempo integral com unidades escolares desprovidas de recursos é, sobretudo, anti-didático. 



Receba Novidades da
Making Of por email! Cadastrar email