Roberto Azevedo

O mérito de Waltrick Rates será reconhecido. Por Roberto Azevedo


DIVULGAÇÃO

O advogado Alexandre Waltrick Rates, que preside a Fundação do Meio Ambiente de Santa Catarina, agora transformada em Instituto do Meio Ambiente (IMA), está no cargo desde abril de 2014. Depois do trabalho que pretende agilizar o processo de licenciamento ambiental e dar à autarquia a prerrogativa de desenvolver políticas públicas, Waltrick Rates passou a ser cotado para um espaço mais nobre no primeiro escalão. O assunto ainda é tratado com cautela, mas já passou do período de especulação. Só a falta de um bom padrinho e interesses partidários seriam obstáculos.

Ao lado disso, empresários e ambientalistas têm expectativas sobre o IMA. Embora em visões diferentes, aguardam a mudança de atuação, em uma delas está o ato de auditar determinados serviços, como a autodeclaração de empreendimentos em postos e de combustíveis e granjas, por exemplo. Caberá aos técnicos do Instituto a fiscalização dos cumprimentos das normas, tal qual ocorre em relação às normas tributárias pelos auditores da Secretaria da Fazenda. Uma evolução que deverá ter permanente atuação da sociedade.

 

Tudo novo

O Instituto do Meio Ambiente terá 120 dias para se adequar às novas funções, a partir da sanção do projeto aprovado pela Assembleia pelo governador Raimundo Colombo, dia 20 de dezembro passado. Estas mudanças vão do logotipo, o tradicional rabo de baleia, até a criação de metas e um Plano de Cargos e Salários para os servidores.   

 

Histórico

Quando Murilo Flores deixou a presidência da Fatma, em janeiro de 2013, ele havia indicado o procurador Alexandre Waltrick Rates, funcionário de carreira, para presidir a entidade. Prevaleceu o critério político, e o então ex-vereador e ex-deputado federal (suplente que assumiu o cargo) Gean Loureiro (PMDB) assumiu o cargo.      

 

DIVULGAÇÃO

PARA DAR SORTE!

Dizem que comer uvas na passagem do ano dá sorte, portanto, um pouco mais além deve garantir alguma coisa na política. É o que esperam o presidente estadual do MDB, o deputado federal Mauro Mariani, pré-candidato ao governo, e o deputado estadual Valdir Cobalchini, que não se furtaram a degustar a iguaria, em Treze Tílias. Os dois passaram por 23 municípios do Meio-Oeste e Serra Catarinense, uma maratona desde a última segunda-feira (8), para ouvir as demandas de eleitores e lideranças da sigla.  

 

É assim!

Durante a reunião desta sexta (12), o prefeito Gean Loureiro (MDB) perguntou ao secretário Nacional da Defesa Civil, o catarinense Newton Ramlow, o que poderia ser agilizado para obras emergenciais enquanto o relatório descritivo, que deve ser enviado a Brasília na semana que vem, não ficasse pronto. Ouviu de Ramlow que o negócio é fazer a obra e não pagar, só assim o governo federal poderia indenizar a prefeitura. Crua realidade do calote institucionalizado, pois sabemos que estes recursos federais demoram muito para chegar.

 

Boa notícia

Ministro Sarney Filho (Meio Ambiente) ligou para o senador Dário Berger (MDB) e garantiu que, nos próximos dias, será publicado no Diário Oficial da União a licença ambiental para a conclusão da obra do acesso ao novo terminal de passageiros do Aeroporto de Florianópolis, 2,1 quilômetros. Dário informou o vice-governador Eduardo Pinho Moreira que assegurou: tão logo seja oficializado, o Deinfra lança o edital de licitação.

 

Uma novela

A discussão sobre o trajeto do novo acesso do Aeroporto Hercílio Luz teve início em 2008 e envolvia o Deinfra, o Ministério Público Federal e o ICMBio. O engenheiro Romualdo França era o presidente do órgão estadual. Faz tempo!

 

Comemoração

O secretário Leonel Pavan (Turismo, Cultura e Esporte) divulgou nas redes sociais a notícia como definitiva. E deu crédito à visita, no último dia 19 de dezembro, quando acompanhado de lideranças políticas, entre elas cita o vice-governador Eduardo Pinho Moreira, foi a Brasília pedir a liberação, e o diretor do ICMBio, Marcelo Marcelino, antecipou à comitiva catarinense que a licença deveria sair na primeira quinzena deste mês.  

 

Aliás

Eduardo Pinho Moreira não titubeia ao afirmar que será implacável no controle dos gastos e na busca pela melhoria da qualidade do serviço na área da saúde, que será comandada por Acélio Casagrande. Já adiantou que acompanhará in loco o trabalho na sede da Secretaria, no Centro da Capital, pelo menos uma vez por semana. E, se necessário, mais vezes.

 

DIVULGAÇÃO

GERAÇÕES TUCANAS SE ENCONTRAM

Na passagem pelo Sul do Estado, o prefeito Napoleão Bernardes (Blumenau) e o senador Dalírio Beber tiveram tempo para tomar um sorvete com uma das promessas do PSDB, o suplente de vereador Marcos Meller. Ele já foi o mais jovem candidato a vereador na última eleição, aos 19 anos, e não esconde de ninguém que gostaria de seguir os passos de Napoleão. Detalhe: Marcos também é presidente reeleito do Centro Acadêmico do curso de Direito da Unesc, preside a JPSDB da maior cidade do Sul e integra a executiva da Juventude tucana catarinense.



Receba Novidades da
Making Of por email! Cadastrar email