Propaganda

7 entre cada 10 brasileiros já fizeram comentários preconceituosos


Uma pesquisa inédita contratada pela cerveja SKOL junto ao IBOPE Inteligência aponta que os comentários quadrados, mesmo que feitos sem perceber, continuam sendo reproduzidos diariamente pelos brasileiros, embora apenas 17% dos entrevistados se reconheçam preconceituosos. 

O propósito de SKOL é mostrar como o preconceito ainda está presente no cotidiano do país.  A cerveja propõe uma reflexão sobre as atitudes e comentários que podem gerar afastamento entre as pessoas e encoraja o diálogo para promover mudanças de atitude.

Dados do estudo, realizado em todas as regiões do País, mostram que, embora 83% dos entrevistados se declarem não preconceituosos, 72% já fizeram algum comentário ofensivo. Ou seja, sete a cada 10 brasileiros já disseram alguma frase quadrada.

Na região sul a realidade não é muito diferente do restante do país. 13% da população se declara preconceituosa e 71% assume que já fez algum comentário preconceituoso, sendo a maioria voltado para as mulheres. 59% da população sulista já proferiu frases machistas, mesmo sem reconhecer o teor preconceituoso delas, ou seja, o preconceito está nas pessoas mesmo que não notem.

A pesquisa se baseou em quatro tipos de preconceito mascarados por frases usuais: machismo, LGBTFOBIA, estético e racial.  Além de perguntas diretas sobre como cada indivíduo se enxerga, as pessoas foram questionadas se já ouviram ou disseram determinadas frases. No sul do país, as frases mais faladas são "Mulher tem que se dar ao respeito" (48%), "Não sou preconceituoso, até tenho um amigo negro" (31%), "Mulher ao volante, perigo constante" (30%), "Toda negra ou mulata tem samba no pé" (26%) e "Ele (a) é bonito, mas é gordinho (a) " (22%).

Além da pesquisa, a campanha de verão de SKOL, que estreia no dia 17 de outubro, trará a evolução do conceito de quadrado e redondo justamente para mostrar como um comentário quadrado desce mal nos dias de hoje e afasta as pessoas, enquanto uma atitude redonda é capaz de unir e tornar a vida mais leve.

A pesquisa SKOL DIÁLOGOS foi feita entre os dias 21 de 26 de setembro, a partir de entrevistas pessoais e domiciliares, elaborada com as bases mais atualizadas do censo e PNAD (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio) do IBGE. Foram ouvidas 2002 pessoas. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos.



Receba Novidades da
Making Of por email! Cadastrar email