Outback Yula Jorge

Yula Jorge

17° Ricaldinho da Ilha - a festa mais divertida de Floripa!


Fotos divulgação

O MAIOR CALDO DA CIDADE NOS 291 ANOS DE FLORIANÓPOLIS

A 17ª edição do Ricaldinho da Ilha, com patrocínio gold da Engie e agora com produção do renomado grupo de entretenimento Delphin, dá o ponto de partida para mais um aniversário de Floripa. A folia momesca nem bem acabou e volta a reinar neste 23 de março, no parque Walter Lange, com a volta do Rei Momo e mais de 20 caldos da gastronomia que faz parte das etnias da capital.

Para festejar a data, um bolo de dois metros, confeitado pelo Sindicato dos Padeiro da Grande Florianópolis, será cortado pelas autoridades após a Corte Momesca chegar no trapiche frontal aos clubes de remo para cantar "Parabéns pra você" e o hino do Rancho de Amor a Ilha, de autoria do poeta Zininho, na festa que já faz parte do calendário oficial da Prefeitura Municipal de Florianópolis.

A chegada da Corte será por mar, um dos motivos da festa ser realizada em frente ao Clube Náutico Francisco Martinelli, com o evento voltado para as águas de nossas baías, entre as pontes Hercílio Luz e Colombo Salles, no comboio marítimo coordenado pela ACATMAR - Associação Catarinense de Trapiches e Marinas, e que também tem participação de navegadores do Iate Clube Veleiros da Ilha.

 

 

Ao receber as luzes do outono e juntar a esse clima um festival gastronômico com mais de 20 pratos da culinária da ilha, a festa se transforma numa miscigenada receita manezinha da temporada, que vai do caldinho de camarão tradicional da Lagoa da Conceição, ao caldo de palombeta do Pântano do Sul ou do capelete italiano.

 

 

 

O Ricaldinho da Ilha também marca a cerimônia de devolução das chaves da cidade ao prefeito através do Rei Momo, fato inédito nos carnavais do Brasil.

A festa tem início às 11h do dia 23 de março, com o Acústico Vegas e Grupo Entre Elas. Depois entra a Banda Magia Rara com Mazinho do Trombone que se une a chegada do comboio com a corte e as autoridades na cerimônia de entrega das chaves onde acontece o corte do bolo de aniversário e a festa continua com as banas Calibra e Los Angeles Boys. Para fechar com chave de ouro, vem a Bateria Show da Escola de Samba Unidos da Coloninha, campeã do carnaval 2017!

 

E claro, um bate-papo com ele! Nosso manezinho mais estimado!

 

Já são 17 edições. O que vamos ter de novidade esse ano?

Na bebida, a Devassa Tropical puro malte. Na gastronomia, uma "estopinha" de cação. No som, uma surpresa de um cantor nacional.

 

Como é para você assinar essa festa tradicional no calendário da cidade e nesse dia tão especial, que é o aniversário de Floripa?

Sou um privilegiado. Além do amor pela Ilha em que nasci, comemoro aniversário no mesmo dia da cidade... até o Aldírio Simões tinha inveja!

 

Quem você está esperando para esse brinde?

Uma legião de amigos que vai desde os tempos de grupo Lauro Müller, até os que congreguei nos mais de 40 anos de jornalismo. Todos são bem vindos no Ricaldinho da Ilha.

 

Você reúne uma turma da gastronomia, da cultura, da política, de várias áreas importantes. Deve ser uma responsabilidade e um momento grandioso né?

Um momento da mais pura confraternização da cidade reunindo a galera que se distribui pelas praias na alta temporada e volta a se encontrar nesse início de outono na festa de aniversário de Floripa... e do Ricardinho.

 

Como autentico manezinho, nascer no dia do aniversario de Floripa é um orgulho, né?

Mais que isso... é uma paixão por nossa terra e por nossa gente da cidade e das praias. É muito bom ser ilhéu e ter esse cheiro do mar impregnado na gente. Festejar com a cidade se transforma numa grande família soprando velinhas, cantando parabéns pra você e entoando o Rancho do Amor à Ilha todos os dias 23 de março.

 

 

É isso aí! Nós encontraremos todos lá. Viva!

Os tickets para as camisetas-ingresso do Ricaldinho da Ilha poderão ser adquiridas na Blueticket do Beiramar Shopping ao preço de R$120,00, o que da direito a open food e open bar, com uma variedade de caldos e outras receitas da culinária de nossas etnias.

 

 

Ping-pong


O que vc não fica sem: Meu violão

O que mais admira: Minha família

O que nao suporta: Ficar sem meus filhos e netos

Um ídolo: Bob Dylan

Uma saudade: Miramar

A melhor viagem: Pelo Canadá.

Um lugar: Quebec

Uma beleza masculina: Jesus Cristo

Beleza feminina: Carin Machado

Uma palavra: Amor... al you need is love

Uma frase: Perdoai, meu pai... eles não sabem o que fazem.

Um sonho: Um mundo sem guerras e bombas destruindo cidades e matando pessoas.

 


 



Receba Novidades da
Making Of por email! Cadastrar email